GPUs 'Intel Xe' chegam em 2021 para brigar com Nvidia e AMD



A Intel anunciou hoje (13), durante um evento online, a arquitetura de placas de vídeo Intel Xe HPG, que será utilizada em placas de vídeo da empresa para o segmento gamer. Os primeiros produtos com a tecnologia chegarão em 2021 e trarão Ray Tracing e memórias GDDR6, garantindo potência para disputar no mercado dominado por Nvidia e AMD.

As GPUs Xe estrearão no mercado ainda este ano, mas apenas com modelos de baixo consumo integrados em processadores Intel Tiger Lake. De acordo com Raja Koduri, comandante da divisão de gráficos da Intel, os modelos HPG estarão disponíveis no ano que vem e trarão potência extra para jogos, além de eficiência e escalabilidade.

As placas de vídeo feitas com Intel HPG deixarão de lado as memórias HBM e utilizarão GDDR6 para garantir uma melhor relação de preço e desempenho. A empresa também garantiu a presença de hardware dedicado para Ray Tracing, mas não deu detalhes sobre como será a implementação da tecnologia.



O suporte para Ray Tracing é o principal indicativo de que a Intel está pronta para bater de frente contra os principais nomes no mercado de GPUs. A Nvidia já possui produtos com a tecnologia no mercado e em breve lançará sua próxima geração de placas RTX. Já a AMD está preparando a arquitetura RDNA2, que também chegará com suporte para a funcionalidade.

Outro detalhe revelado pela Intel é que as GPUs Xe HPG não serão fabricadas pela companhia. A produção ficará por conta de uma empresa "externa" que não teve seu nome revelado. Ao que tudo indica, a firma responsável pelos componentes será a TSMC, gigante taiwanesa que atende a AMD e já possui arquiteturas em 7 e 5 nanômetros.


A Intel ainda não forneceu detalhes aprofundados sobre o hardware de suas placas de vídeo para games e não mencionou uma janela de lançamento para os produtos da linha gamer Xe HPG. Porém, considerando que as novas gerações de GPUs Nvidia e AMD estão saindo do forno, a empresa terá trabalho para ganhar espaço no mercado de placas de vídeo em 2021.
Fonte: tecmundo

Leia mais sobre...